sexta-feira, 18 de novembro de 2005

Fora burguesia!!!

Richard Florida voltou a ser queridinho das mídias digitais americanas. Pelos conceitos expostos no seu livro 'The Rise of the Creative Class', de 2002, não foi a tecnologia ou as forças de mercado que alteraram a forma como o trabalho, as empresas e a economia funcionam. Tudo é uma questão de luta de classes, como na Revolução Francesa... um sai.. outro entra... um perde poder.. outro ganha.

E a nova categoria que surge para tomar o poder e dominar os meios de produção é a Classe Criativa, gente que consegue transformar o mundo a partir de insumos simples.... mas utilizam essas miudezas prá criar coisas fantásticas. podem ser empresários, jornalistas ou apenas consumidores... ele cita até mesmo engenheiros (vejam só?!?!?!?!)..

Quem vive no mundo digital sente, ou intui, que uma nova forma de produção e consumo está surgindo por simples pressão de 'troca de comando'. .. não é novidade...

Apesar do livro de 2002, Florida voltou a frequentar as principais revistas modernas americanas e alguns bastiões da tradição chuchu, como a Fast Company, Wired e Financial Times ... um pouco é pelo tour q ele está fazendo....

Não é algo inovador e fantástico.. é mais uma literatura de aeroporto bem ao gosto americano... mas é bom ver gente dizendo coisas q a gente vê.

De qq forma... fica algo prá pensar: criatividade boa hj em dia é aquela que acumula capital... não é exatamnte ser o intelectual no estilo antigo... que sabe tudo... que orienta tudo.. que é bom ----- mas não age no campo de batalha.

O discurso de Florida tem eco nos EUA.. pense bem.... um paisão daqueles e a Nokia e o Senhor dos Anéis causando inveja po lá.... Pelamordedeus.. Finlandia e Nova Zelândia como pólo criativos???????????
Não há americano q suporte isso..... rs.

2 comentários:

Ale Carvalho disse...

é, mas eles tem a Aplle... :**

Ale disse...

digo Apple... ipod e tal.

Marcadores em Destaque

 
Template design by Amanda @ Blogger Buster