quarta-feira, 27 de junho de 2007

Orkutialistas das marcas

Gostaria de ver a Nestlé e a Unilever contratarem evangelistas de suas marcas dentro do Orkut.

“Eu amo Leite Moça”
Uma pessoa que gasta algumas horas por semana para conversar sobre esse produto e limpar a comunidade de spam e elementos indesejados merece algum reconhecimento oficial da empresa.

camiseta e imãs de geladeira toda a semana, no mínimo....

xx-xx

As comunidades de amor à marca Dove somam cerca de 15 mil pessoas. Não é possível que uma delas não tenha um perfil ideal para ser evangelista on-line da Unilever. A empresa precisa dessa força de trabalho especializada em se comunicar e sobreviver no mundo virtual.

Há também várias comunidades de ódio ao Dove. Elas não chegam a 300 pessoas. Mas, podem fazer muito barulho e se tornar um problema para a Unilever já que na Internet nada está isolado ou sem comunicação instantânea com outros milhares de internautas.

. “I Love Diamante Negro”.
. “Eu tomo chá”
.“Odeio a Telefônica”
.“É f*@#! Fechar a porta do Fox”
.“Nike é marca.All Star é style”
.“Ray-Ban Lovers”
Parece nome de campanha publicitária (aliás, são melhores do que muita criação xexelenta por aí na mídia), mas são comunidades do Orkut.

Você não sabe onde encontrar um gerente de comunidades digitais? Já tentou procurar no Orkut?

4 comentários:

MissMoura disse...

Olá Gilberto. Talvez no conheçamos na comunidade Cibercultura. Seu texto é muito interessante e você tem toda a razão.
Gostaria de que você lesse o 2º e o 3º capítulo de um trabalho meu que fala exatamente sobre isso só de que com bases teóricas, por onde te mando?
Abraço;
Patrícia.

Edu disse...

Giba, concordo em gênero, número e "degrau". O problema é: se os caras cagam e andam pra comunicação de maneira geral e o marketing não é tão inteligente assim, acha que vão dar importância para isso?
Por exemplo, a Bohemia tem uma baita comunidade no Orkut. Será que a Ambev alguma vez na vida chegou a entrar em contato com o mediador do "eu só tomo Bohemia" ou qualquer outra do gênero para oferecer um mísero kit de copos ou um baldinho para colocar a cerveja? Tenho minhas dúvidas!
Mas taí um bom mercado para quem anda pensando em mudar de ares! Gostei da sugestão... eu me candidato.. hahahahah

fran disse...

giba, vc tem TODA razão. mas cá entre nós, eu acho que as empresas brasileiras ainda não acordaram para o poder da internet. que despertou com um olho só - pq o outro continua fechado - tb só sabe falar de second life. aliás, já cansei deste assunto. o que vc acha desta segunda vida?

Gilberto Pavoni Junior disse...

FRAN, os ambientes sintéticos são essenciais para quem quer expandir-se além do tempo e espaço do mundo físico do dia-a-dia. Qto ao futuro do SL... é mais complicado. O produto tem prós e contras equilibrados... e alguns dos maiores problemas podem virar modelo de negócio de uma hora pra outra. Acho hype, especulatório e fashionista demais. Mas, há quem goste e procure exatamente isso.

Marcadores em Destaque

 
Template design by Amanda @ Blogger Buster